Recent-Post

"O Sporting é favorito, mas há quatro equipas a lutar pelo título"


Sérgio Conceição fez a antevisão da partida com o Belenenses SAD este domingo.


É já este domingo que o FC Porto se estreia na I Liga, no estádio do Dragão, frente ao Belenenses SAD. Sérgio Conceição fez, este sábado, a antevisão da partida no Olival.


Em conferência de imprensa, o treinador dos azuis e brancos lançou o primeiro encontro da I Liga e falou também da luta pelo título, dos elogios de Pinto da Costa e das possíveis saídas durante o mercado.


Como vê a equipa para o primeiro jogo: "Sinto que a equipa fez uma boa pré-época e estamos preparados para as dificuldades da época, nomeadamente o Belenenses SAD amanhã."


Regresso dos adeptos: "É um prémio para os adeptos, para os jogadores e para quem gosta de futebol. Há algumas limitações em termos de público, mas sabemos que será uma mais valia para nós."


Equipa preparada para furar a defesa do Belenenses: "Nós julgamos sempre que sim, mas a nossa dinâmica ofensiva não tem que ver com um jogador, mas sim com o coletivo, e com o trabalho feito semanalmente. Temos de estar sempre preparados para aquilo que nós somos, sempre cientes das fragilidades e pontos fortes que possam existir no adversário. Pelos jogos que o Belenenses SAD realizou esta pré-temporada, e até o ano passado, vimos que são uma equipa muito organizada nesse aspeto defensivo. Nós estamos preparados para isso, e é o que normalmente acontece no nosso campeonato. Trabalha-se em Portugal e é mais fácil meter uma equipa a defender bem do que a atacar, isso é básico e normal".


Palavras elogiosas de Pinto da Costa: "Agradeço os elogios e para mim são sinónimo de responsabilidade. A partir do momento em que 2017 me convidou para reerguer o clube, num momento muito difícil, a exigência continua máxima. Infelizmente, a situação financeira continua a mesma também, mas temos de perceber que a exigência é o ADN do clube, e eu sinto-me como peixe na água nesse sentido, e a pressão de ganhar deixa-me à vontade. Tenho um grande grupo."


Muitos jogadores para o meio-campo: "Jogadores de qualidade são sempre bem-vindos. Acho que são os que são necessários. Fico agradado com os jogadores da formação que temos, são 10 no plantel principal. Fico agradado. Estão aqui não por qualquer tipo de pressão pública, não por moda, mas por qualidade. Muito desse meio-campo é constituído por jogadores de formação.


Saídas no mercado: "Quero manter os jogadores que acho que são imprescindíveis na equipa, mas não podemos virar a cara à chegada de um clube que possa bater a cláusula de um jogador. Somos mais vendedores do que compradores".


Luta pelo título: "O Sporting é favorito porque é a equipa que foi campeã. São 4 equipas que podem lutar pelo campeonato. Nós temos que fazer o nosso trabalho para reconquistar o título que já nos pertenceu".


Uribe e Grujic aptos?: "O Uribe está disponível e o Grujic não".


Dupla de ataque: "Nenhum é titular como adquirido. O importante é a dinâmica e todas as variantes e nuances que temos em termos atacantes. Também quando a equipa perde a bola, é importante esse movimento sem bola. O importante é perceberem a relação na frente, dependendo também do próprio jogo e das suas características. Além do Taremi e do Toni [Martínez], temos também o Evanilson, o Fábio Vieira também deu uma resposta fantástica a jogar atrás do avançado na 1.ª parte com o Lyon".


Entradas até ao fim do mercado: "Não sou diretor financeiro, não sei se há capacidade. O que eu vejo muitas vezes a dizer: 'Sérgio tens de ir buscar um lateral, um avançado, um médio...' Eu não tenho de ir buscar ninguém. Já tenho cinco filhos a jogar no jardim, já me dão um trabalho dos diabos. Os jogadores não são para mim, para jogar no meu quintal, não sou eu que os compro. Eu posso dar uma opinião técnica, e depois há todo um desenvolvimento e as negociações e muitas vezes o clube, como sabem, não é capaz de chegar, por este ou por aquele motivo, àquilo que nós queremos".

Enviar um comentário

0 Comentários