Recent-Post

"O PSG tem apenas duas maneiras de cumprir o fair-play financeiro"


Através de patrocínios ou, por outro lado, através da venda de jogadores.


Toni Roca, diretor do Sports Law Institute, alertou que o Paris Saint-Germain tem apenas duas maneiras de sustentar o seu projeto galáctico liderado por Leo Messi, Neymar e Mbappé, e não violar as regras do fair-play financeiro, impostas pela UEFA.


Este regulamento estabelece que nenhuma equipa pode gastar mais do que aquele que encaixa. Até 2011 os clubes tinham total liberdade para fazer os seus negócios e operar grandes transferências nas janelas de mercado.


A partir dessa data, a UEFA e o seu ex-presidente, Michel Platini, decidiram parar e começar a controlar de uma outra forma as finanças dos clubes.


“O PSG deve seguir apenas dois caminhos para cumprir o fair-play financeiro para que o seu projeto seja viável nesta temporada. A primeira delas é a gestão de patrocínios, com a chegada de novos contratos que permitam ao Paris Saint Germain ultrapassar as despesas, e assim ficar dentro dos parâmetros permitidos. Por outro lado, deve agilizar a venda de futebolistas neste mercado de verão, de forma a equilibrar as contas e evitar qualquer tipo de sanção ”, explicou Toni Roca.

Enviar um comentário

0 Comentários