Recent-Post

João Mário é craque? Dragão confirma. Notas do FC Porto-Belenenses SAD


Lateral direito assistiu para o segundo golo dos azuis e brancos e rubricou uma enorme exibição contra o conjunto lisboeta.


Agosto ainda vai no adro e o Dragão cedo se 'musculou' para a Liga 2021/22. A força deste FC Porto começa, desde já, a verificar-se e os resultados são um bom 'tempero' para avaliar a qualidade do 'prato' concebido na pré-época.


O vice-campeão nacional desfeiteou a 'porcelona' de Petit num abrir e fechar de olhos. Dois golos no marcador e tantos outros que não caíram por força da qualidade do guardião Luiz Felipe, ou por uma questão de desacerto dos homens mais ofensivos de Sérgio Conceição.


Um 'míssil' de Toni Martínez destruiu o cofre azul, aos 19 minutos, para aos 65' Luis Díaz fechar a contenda, após assistência de João Mário.


O João Mário que ainda não é o primeiro jogador a aparecer nas pesquisas do Google, mas que promete ser um caso sério de discussão, tamanha a evolução que tem tido nos últimos meses. O 'acne' por lá anda, mas a adolescência dos seus 21 anos já assustam rivais de barba rija.


Outro dos destaques foi Luis Díaz, mas deste já sabemos o que podemos esperar. Afinal, a Copa América apenas confirmou aos mais distraídos que no Dragão mora uma 'lamparina mágica', que quando quer dá uma ajuda tremenda ao 'Aladin'. O 'Aladin' que, neste domingo, deu pelo nome de Toni Martínez.


Vamos então às notas deste encontro:


Figura


Toni Martínez assinou uma exibição eloquente. Não só pelo ‘míssil’ que desferiu à baliza de Luiz Felipe e que resultou em golo, mas por ter sido um rematador compulsivo à caixa-forte dos azuis de Lisboa. Exímio com e sem bola, foi um verdadeiro quebra-cabeças para o setor mais recuado da Belenenses SAD.


Surpresa


Tanto se fala do João Mário que agora mora na Luz, que o do Dragão anda de ‘pantufas’ a desfilar classe e categoria pelo corredor direito. Dos pés do luso nasceu a assistência para o golo de Luis Díaz, e logo do seu pior pé, o esquerdo. Com uma eficácia ao nível do passe quase absoluta, o defesa driblou e desarmou com tremenda facilidade. Cresce água na boca nos adeptos azuis e brancos.


Desilusão


Longe da qualidade do seu companheiro de equipa, Cassierra, Ndour exibiu-se muitos níveis abaixo do que é desejado para este nível de competição. Desacertado na hora de atirar à baliza, pouco operário na hora de recuar e proteger o flanco. Foi uma nódoa a atacar e a defender.


Treinadores


Sérgio Conceição: Continua 100% invicto no jogo de abertura do campeonato no Dragão, a quarta vez na 1.ª jornada. E, desta feita, foi mesmo um triunfo sem espinhas. Os dividendos da pré-época começam já a ser retirados no primeiro jogo oficial. João Mário é aposta certa na direita e o quarteto ofensivo composto por Luis Díaz, Otávio Toni Martínez e Taremi pode vir a ser um caso sério de estudo. Ainda estamos em agosto e o motor azul e branco já acelera e bem no arranque de época.


Petit fez a omelete que conseguiu e com os ovos que tem, mas não teve rédea para aguentar um dragão ‘vagabundo’ que cedo pegou ‘fogo’ à linha mais defensiva do conjunto lisboeta. O flanco esquerdo da Belenenses SAD sofreu horrores com João Mário e do outro lado aparecia um louco à solta, de seu nome Luis Díaz. O treinador dos azuis não tem culpa do desacerto de Ndour, mas a nível defensivo ainda há muito por lapidar.


Árbitro


Boa exibição de Gustavo Correia e sem influência no resultado final. Bem a reverter o penálti que inicialmente apitou, após recorrer ao VAR, por alegada falta sobre Luis Díaz.

Enviar um comentário

0 Comentários