Recent-Post

João Mário assenta que nem uma luva. As notas do Benfica-Spartak Moscovo


Benfica voltou a derrotar a equipa moscovita e passou ao playoff da Champions com um agregado de 4-0 no conjunto das duas mãos.


O Spartak Moscovo quis enjaular a águia no encontro da 1.ª mão na Rússia, mas foi a equipa russa que acabou por ser presa fácil para o Benfica. Depois de uma vitória fora (2-0), o conjunto encarnado voltou a derrotar o Spartak, desta vez no estádio da Luz diante dos seus adeptos, por 2-0.


A equipa de Rui Vitória mostrou poucos ou nenhuns argumentos para dar a volta a esta eliminatória e com o passar dos minutos foi-se encostando cada vez mais à sua grande área. Com solidez, circulação de bola e paciência, a equipa de Jorge Jesus conseguiu chegar a bom porto, apesar de os golos surgirem apenas na segunda parte.


João Mário, que assentou como uma luva nesta equipa, estreou-se a marcar pelo Benfica e fez o 1-0 aos 57 minutos. Odysseas limitou-se praticamente a assistir de cadeirinha ao encontro e pouco trabalho teve durante toda a partida. Nem mesmo em desvantagem o Spartak fez pela vida. Foi até o Benfica que podia ter voltado a marcar aos 75 minutos, porém, Everton estava com a pontaria desafinada.


Tentou Everton e tentou já na compensação Yaremchuk, ‘à bomba’, selar o resultado final. O avançado ucraniano rematou com toda a força e a bola desviou em Gigot, enganando o guarda-redes do Spartak Moscovo. Acabou por ser auto-golo do defesa da formação de Rui Vitória, por isso não foi na estreia com a camisola das águias que Yaremchuk se estreou a marcar pelo Benfica.


Segue-se agora o PSV, dos Países Baixos, no playoff de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões. Os jogos estão agendados para 17/18 de agosto (1.ª mão) e 24/25 de agosto (2.ª mão).


Figura: Da qualidade de João Mário muito poucos duvidariam. No entanto, quantos diriam que iria encaixar tão bem no meio-campo do Benfica e, mais importante ainda, de forma tão célere? O internacional português oferece uma capacidade de passe e uma posse de bola acima da média, o que aliado a um jogador como Weigl, diminui muito as perdas e coloca o coletivo muito menos vezes em risco. Muito procurado pelos companheiros para gerir o ritmo, João Mário coroou mais uma boa exibição com um golo.


Surpresa: Yaremchuk entrou aos 65 minutos e ajudou a carimbar o triunfo dos encarnados. Não foi uma estreia perfeita porque a sua 'bomba' desviou em Gigot e retirou-lhe aquele que seria o primeiro golo de águia ao peito. Ainda assim, mexeu com o jogo, com o resultado e é o que se pode pedir ao novo reforço do Benfica. Deixou água na boca para os próximos jogos.


Desilusão: O Spartak Moscovo tinha de fazer mais. Muito mais. Odysseas pouco fez durante a partida e a equipa russa não contabilizou uma única jogada de perigo. Nem uma... Pedia-se mais e o coletivo da equipa russa deixou ainda mais a desejar nesta 2.ª mão.


Jorge Jesus: O ano passado prometeu que o Benfica teira de jogar o dobro ou o triplo em relação a 2019/20. No entanto, parece ser agora que verdadeiramente está a aplicar essa máxima. O Benfica não deslumbrou, mas dominou, mostrou-se uma vez mais uma equipa muito sólida e fechou todos os caminhos da baliza ao Spartak. Exibição irrepreensível. Contudo, Jorge Jesus poderia ter feito descansar mais cedo alguns elementos que parecem fulcrais no onze, como João Mário ou Rafa.


Rui Vitória: Depois de uma vitória na estreia do campeonato russo, o técnico contabiliza três derrotas consecutivas no comando do Spartak. Não está a ter vida fácil o treinador português e vai ter muito trabalho pela frente, tendo em conta o que a sua equipa demonstrou nos dois jogos frente ao Benfica. É certo que poucos esperariam que o Spartak se superiorizasse à formação portuguesa, mas terminar uma 2.ª mão em que estava em desvantagem sem jogadas de perigo é sinal de que algo está longe de estar a correr bem.


Anthony Taylor, árbitro: Puxou do cartão várias vezes e cedo na partida. Impôs um critério largo, à imagem de um árbitro britânico, e mostrou-se seguro das suas decisões. Nota positiva para o juiz deste encontro.

Enviar um comentário

0 Comentários