Recent-Post

Ex-atleta lança polémica: "Que faça um teste para sabermos se é mulher"


Marcin Urbas teceu críticas à participação de Christine Mboma nos Jogos Olímpicos.


A participação de Christine Mboma nos Jogos Olímpicos tem dado que falar devido ao hiperandrogenismo do qual padece. Este distúrbio consiste em produzir testosterona a mais, algo que não é bem visto, por exemplo, por um antigo velocista polaco.


Marcin Urbas considera uma "injustiça clara" Mboma competir contra mulheres porque há uma clara diferença "a olho nú". O ex-atleta acaba mesmo por ir longe demais nas críticas e questiona se a atleta da Namíbia "é mesmo uma mulher.


"Gostaria de pedir a Mboma a realização de um teste completo para termos a certeza de que é uma mulher. A sua vantagem de testosterona sobre as outras participantes é visível a olho nu. Na maneira de se movimentar, na técnica, aliada à sua velocidade e resistência. Tem parâmetros de um rapaz de 18 anos. No meu caso, naquela idade fiz a prova [200 metros] em 22.01 segundos. Ela fez 21.97 em Tóquio", disse Urbas.


"Se ela não tivesse níveis de testosterona mais altos, seria normal. Apesar disso, ela apresenta-se nos Jogos Olímpicos contra mulheres. Deveria fazer um tratamento de redução de testosterona. Até então, não deveria ser permitido competir em tal ambiente", acrescentou o antigo atleta nas suas redes sociais.


Recorde-se que Christine Mboma já conquistou uma medalha de prata na prova de 200 metros.

Enviar um comentário

0 Comentários