Recent-Post

Benfica quase 'travou' no vermelho, mas entra na Liga com o pé direito


Diogo Gonçalves foi expulso no decorrer do segundo tempo, mas os encarnados seguraram a vantagem e alcança a primeira vitória no campeonato.


O Benfica entrou, este sábado, a vencer na edição 2021/22 da I Liga, ao vencer na deslocação ao terreno do Moreirense, por 2-1, num jogo em que a equipa da Luz terminou com menos um jogador devido à expulsão de Diogo Gonçalves.


Lucas Veríssimo e Waldschmidt marcaram para o clube da Luz, antes de Rafael Martins marcar o golo de honra dos minhotos.


Filme do jogo:


Depois da vitória na Rússia frente ao Spartak Moscovo, o Benfica entrou motivado para a estreia no campeonato, e com o mesmo esquema tático da passada quarta-feira. Ainda assim, o onze contava com muitas alterações e a estreia oficial do francês Meité.


A entrada no jogo em Moreira de Cónegos não podia ser melhor para a formação orientada por Jorge Jesus, e antes dos dez minutos de jogo ás águias já venciam a formação da casa.


Na sequência de um pontapé de canto, gerou-se muita confusão na área dos minhotos. Conté a meias com Pasinato ainda evitaram o golo, mas Lucas Veríssimo foi mais rápido que Conté a cortar e atirou para o fundo das redes do Moreirense logo aos nove minutos.


Dez minutos depois os encarnados voltaram a marcar, e novamente com Lucas Veríssimo na jogada. O defesa-central brasileiro serviu Diogo Gonçalves, e o lateral cruzou para o coração da área. Rosic não conseguiu o alívio e Luca Waldschmidt surge na área a finalizar, repetindo o golo na jornada inaugural à semelhança do que tinha acontecido na época passada.


O jogo começava a parecer um passeio, mas os comandados de João Henriques fizeram questão de não deixar que isso acontecesse, e reduziram a desvantagem aos 30 minutos. Yan Mateus serviu Rafael Martins, que fintou Vlachodimos e atirou para o fundo das redes encarnadas.


Até final do primeiro tempo, o Benfica foi pressionando à procura do terceiro golo no encontro, mas nem Gonçalo Ramos, nem o alemão Waldschmidt voltaram a conseguir desfeitear Matheus Pasinato.


No regresso dos balneários, o Benfica entrou disposto a manter a toada ofensiva com que terminou a primeira parte, e Diogo Gonçalves chegou um pouco nada atrasado a um passe de Adel Taarabt. O jovem voltaria a estar em destaque minutos depois, mas pela negativa.


O lateral direito encarnado entrou de forma mais dura sobre Abdu Conté e viu cartão amarelo aos 56 minutos. Alertado pelo vídeoárbitro Luís Godinho para rever o lance, Vítor Ferreira foi ver as imagens e decidiu  retirar o cartão amarelo a Diogo Gonçalves e acabou por expulsar o jovem formado no Seixal.


Com a equipa desequilibrada defensivamente, Jorge Jesus lançou em campo Weigl e Gilberto nos lugares de Taarabt e Waldschmidt, e mudou a forma de jogar. Em vez de saírem com bola, os jogadores do clube da Luz começaram a fazer passes mais longos à procura de Gonçalo Ramos, o único elemento na linha mais adiantada dos encarnados.


O Moreirense, por seu turno, pressiona à procura do golo que permitisse chegar ao empate, e esteve perto de o conseguir aos 69 minutos. Filipe Soares fez um passe largo para as costas de Gil Dias, onde surge o jovem Rúben Ismael que recebeu a bola e atirou cruzado para boa defesa de Vlachodimos.


Até final do encontro, e já com Rafa em campo, o Benfica foi conservando a magra vantagem, sacudindo a pressão do Moreirense que continuou à procura do golo do empate até ao apito final de Vítor Ferreira, e conseguiu conquistar os três pontos em Moreira de Cónegos.


Momento do jogo: Boa jogada coletiva do Benfica no lance do segundo golo. Lucas Veríssimo serviu Diogo Gonçalves, que cruzou para o interior da área onde o alemão Luca Waldscmidt surgiu para ampliar a vantagem.

Enviar um comentário

0 Comentários