Recent-Post

Amorim aponta jogador do Sporting à seleção: "Trabalhava numa padaria"


Fique com as declarações do treinador do Sporting na conferência de imprensa.


Exibição de Matheus Nunes: "Acho que cresceu muito. No ano passado tinha algumas dificuldades em jogar contra blocos muitos baixos. Está cada vez mais jogador, tem características muito boas para ser um grande jogador naquela posição e está cada vez melhor com bola. Antigamente rodava para tentar atacar, agora está muito melhor a perceber os momentos do jogo. O Matheus estava o Ericeirense e trabalhava numa padaria. Há que dar mérito ao jogador, é humilde e acho que vai crescer muito mais. Já é português e mais uma opção para a seleção.


Pote é o único jogador transferível: Temos vários. Não vamos ser hipócritas e há jogadores que têm qualidades únicas na equipa. O Pote, como pressiona e faz golos, é difícil encontrar um jogador tão completo. Também não encontramos jogadores como o Palhinha. Obviamente que há jogadores que são mais difíceis de substituir. Mas estão todos no mesmo patamar. São todos iguais aqui dentro e têm de trabalhar para manter o seu lugar. Não quero estar a dizer nomes de jogadores intransferíveis. O mercado obriga a certas coisas que ninguém quer. Não há jogadores intransferíveis, mas eu gostava de manter todos e faço força todos os dias para isso.


Chegada de Ugarte: Não sei se esteve no estádio. O Ugarte é um jogador de qualidade e vamos esperar mais um pouco. Eu não vi: estava no banco e não tenho essa informação.


Nuno Santos entrou e assistiu Paulinho: Não estamos aqui para servir o Paulinho mas sim para servir a equipa. Sabíamos que íamos ter espaço fora, mas já tínhamos lá o Vinagre. Não adiantava termos dois. O Jovane é melhor do que o Nuno Santos no jogo interior. Não interessa quem serve quem: eles estão aqui para servir a equipa. Não me interessa se o Jovane falhou o penálti. Queria dar os parabéns ao Jovane pelo jogo. O Nuno é mais do mesmo: é capaz de ser o mais refilão quando não joga e eu já avisei a família dele que ele não está zangado com eles mas sim comigo. Mas a verdade é que ele corre e treina: quando é assim, podem ficar chateados comigo, mas têm de fazer aquilo que ele faz que é: quando entra, é como se jogasse de início. Parabéns ao Jovane e muitos parabéns ao Nuno Santos por ter a atitude que tem.

Enviar um comentário

0 Comentários